Simplifica Brasil

Simplifica Brasil

Abrasel lança campanha por um país e uma sociedade que funcionem de maneira mais simples, alegre, livre e democrática. 

Gente andando de um lado para o outro nas calçadas bem cuidadas, a banca de jornal aberta logo cedo, o cheiro convidativo de café que sai da cafeteria vizinha, o ônibus novo que deixa mais curto o trajeto da casa ao trabalho. Livraria, floricultura, restaurantes, bares, salão de beleza, padarias, escola, escritórios, lojas de roupa – assim são construídas as ruas multifuncionais, que convidam as pessoas a saírem de casa e enchê-las de vida. A cidade com o jeito de ser Abrasel é assim: viva, segura, alegre, sócio diversificada, sustentável, saudável. Para transformar as cidades e o país em lugares mais democráticos e melhores para se viver, a Abrasel – Associação Brasileira de Bares e Restaurantes – lança a campanha Simplifica Brasil.

Para a Abrasel, ruas com toldos, cafés, escolas, moradias e escritórios são a mais ampla vitrine de uma sociedade aberta aos negócios e às oportunidades de trabalho. “O Brasil é campeão da burocracia; simplificando, há mais negócios e empregos estáveis, o dia rende mais e sobra mais tempo para o descanso e o lazer. Sociedades travadas pela burocracia têm cidades e ruas hostis às pessoas” analisa o presidente executivo da entidade, Paulo Solmucci Junior.

As cidades multifuncionais mesclam moradia, comércio, educação, trabalho e lazer. “Temos hoje o que chamamos de pessoas de ‘cabeça, tronco e rodas’, que dependem do carro para se locomover. O modelo da cidade espalhada - dos condomínios fechados e afastados, do escritório longe de casa - é insustentável social, ambiental e economicamente. Precisamos de cidades mais adensadas, vivas e simples”, emenda Solmucci.

Quando o jovem quer conciliar estudo com trabalho, a escola próxima do restaurante facilita esse elo. “Para isso é preciso que as leis que regulam o trabalho assim permitam, como ocorre nos Estados Unidos e países da América Latina e Europa. Nesses lugares, os horários do trabalho são móveis, flexíveis, intermitentes”, avalia. As ruas vivas estão nos países menos burocratizados, numa inevitável conexão de causa e efeito. “O burocratismo expulsa dos bares e restaurantes a agradável música ao vivo, inviabiliza a contratação do estudante que quer e precisa trabalhar, impede a regulamentação da gorjeta, encarece absurdamente as taxas de cartões de crédito, muito acima das taxas vigentes em outros países”, afirma o executivo.

O que amarra o país é a burocracia, são as travas burocráticas, é o excesso de normas, regulamentos e leis. “Queremos dizer ao Brasil inteiro de forma muito clara, direta e simples: vamos fazer o país deslanchar começando pelas ruas. É nelas que vamos iniciar a caminhada rumo a um amanhã de mais negócios e empregos. Com um desenvolvimento verdadeiramente integrado, humano e solidário. A mensagem da Abrasel é uma só: simplifica, Brasil! Vamos lá, a partir das ruas, a partir de agora”, finaliza Solmucci, convidando empresários, sociedade, lideranças da esfera pública e privada, parceiros e imprensa a se engajarem na campanha.

Saiba mais

Conheça o manifesto Abrasel: www.abrasel.com.br